As Complicações


Quando Existe Alguma Complicação

Segurança deve ser sempre uma prioridade em cirurgia plástica. Por isso utilizamos os mais modernos equipamentos e técnicas na realização dos procedimentos, minimizando assim o risco de intercorrências ocasionais, das quais nenhum cirurgião está 100% livre.


Conheça algumas possíveis intercorrências em cirurgias:

  • Sangramento: podem ocorrer sangramentos durante ou após a cirurgia, que podem interferir nos processos de cicatrização e aumentar o risco de infecção. Para minimizar estes risco siga as instruções pré-operatórias de não utilizar AAS ( ácido acetilsalicílico) ou outras substâncias que interferem na coagulação. O controle adequado pré, trans e pós - operatório da pressão arterial também é fundamental na prevenção desta intercorrência.
  • Seroma
    Independente da utilização de drenos, podem ocorrer acúmulos de fluido entre a pele e as estruturas mais profundas devido a liquefação de gordura. Se isto ocorrer podem ser necessários curativos compressivos e punções para aspiração do líquido.
  • Infecção
    Atualmente as infecções em cirurgias são incomuns. Em quase todos os casos utilizamos antibióticos preventivos. O acompanhamento regular de seu médico identificará os casos logo no início.
  • Cicatrizes
    Cicatrização alterada é sempre uma possibilidade em cirurgia plástica. Algumas regiões corporais (como tórax, ombros e lóbulos de orelhas) possuem uma tendência maior a formação de cicatrizes hipertróficas e quelóides. É impossível prever exatamente como será a cicatrização de cada paciente, apesar de utilizarmos os materiais e técnicas mais modernas para a obtenção de boas cicatrizes.
  • Complicações graves
    Felizmente complicações clínicas graves são extremamente raras. Alguns casos raros de trombose venosa profunda de membros inferiores, embolia pulmonar, arritmias cardíacas e infarto agudo do miocárdio são relatados. Estes casos são imediatamente explorados pela mídia, levando à população uma falsa impressão de que cirurgia plástica é algo muito arriscado. Sabemos que as complicações existem, por isso, é imperativo que todas as medidas preventivas sejam tomadas.
    É extremamente importante que você informe ao seu médico qualquer condição clínica pré-existente para que sua cirurgia seja programada com segurança.
    Técnicas anestésicas e cirúrgicas modernas, hospitais adequadamente aparelhados, inclusive com eficientes centrais de esterilização dos materiais cirúrgicos e com UTI, são responsáveis pela diminuição dos índices de complicações graves.

Tem Alguma Dùvida? Entre em Contato Conosco

Marcar Consulta